quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

[foto retirada daqui]

Ultimamente tenho cedido ao impulso de me roubar ao tempo dos outros para estar sozinha. Preciso de ler, pensar e escrever. Preciso de sentir que tenho tempo para mim e que o vivo de forma proveitosa.

Parece egoísmo? É possível que o seja...
Mas qual o problema se isso também me faz feliz?

1 comentário:

olinda morgado disse...

Alguém disse:
"Ninguém pode fazer verdadeiramente feliz outro se o seu peito não estiver cheio de felicidade".

Também eu acho que sou mais bondosa, amável, amorosa quando me sinto bem comigo mesma.

Por isso, procurar aquilo que nos faz bem jamais será um acto de egoísmo; bem pelo contrário...

:)